Última hora

Última hora

Cargueiro espacial Progress já deu sinal mas está fora de rota da ISS

O cargueiro espacial russo Progress M-27M foi lançado na manhã desta terça-feira, do Cazaquistão, a reboque de um foguetão Soyuz. Devia ter acoplado

Em leitura:

Cargueiro espacial Progress já deu sinal mas está fora de rota da ISS

Tamanho do texto Aa Aa

O cargueiro espacial russo Progress M-27M foi lançado na manhã desta terça-feira, do Cazaquistão, a reboque de um foguetão Soyuz. Devia ter acoplado à ISS, a Estação Espacial Internacional, em órbita da Terra, seis horas depois. Não se confirmou e as comunicações terão falhado por completo durante algum tempo.

Após libertar-se do foguetão, o cargueiro espacial perdeu-se numa órbita errada e distante da ISS, presume-se que 40 quilómetros acima do que era suposto estar.

A RosCosmos já comentou o problema. A agência espacial russa admite ter havido uma falha de telemetria entre o cargueiro espacial não tripulado e o centro de operações, prevendo-se a esta altura um atraso de dois dias na chegada da Progress à ISS.

A bordo da Progress seguem cerca de duas toneladas e meia de mantimentos, onde se incluem comida, combustível, oxigénio e encomendas pessoais dos seis astronautas a bordo, que compõem a Expedição 43 da ISS: dois norte-americanos (o comandante Terry Witts e Scott Kelly), três russos (Anton Shkaplerov, Mikhail Kornienko e Gennady Padalka) e uma italiana (Samantha Cristoforetti).