Última hora

Última hora

Baltimore celebra decisão da justiça no caso Freddy Gray

Milhares de pessoas voltaram a sair à rua em Baltimore, desta vez para celebrar a decisão da justiça de acusar seis polícias do envolvimento na morte

Em leitura:

Baltimore celebra decisão da justiça no caso Freddy Gray

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas voltaram a sair à rua em Baltimore, desta vez para celebrar a decisão da justiça de acusar seis polícias do envolvimento na morte de um jovem afro-americano.

Cinco dias após os violentos motins na cidade, a revelação do relatório da autópsia, na sexta-feira, confirmou as suspeitas de homicídio, na origem da revolta.

Os seis agentes da ordem, um dos quais suspeito de assassínio, são acusados de terem detido ilegalmente Freddie Gray, transportando-o na carrinha da polícia sem cinto de segurança ou qualquer outra proteção.

Gray tinha sucumbido a diversas lesões na coluna, depois de ter caído por várias vezes durante o transporte para a esquadra.

O padrasto da vítima, Richard Shipley, afirmou estar satisfeito com a decisão da justiça: “Estas acusações são um passo importante para podermos obter justiça para o Freddie e peço a qualquer pessoa que venha à nossa cidade, uma cidade que amamos, a cidade em que vivemos, peço que venham em paz”.

O procurador de Baltimore tem agora dez dias para formalizar as acusações, quando os seis polícias incorrem em penas até 30 anos de prisão.

Mas para o advogado dos polícias, é demasiado cedo para tirar conclusões:

“Para nós, as decisões do procurador são precipitadas e levantam questões graves sobre a legitimidade das acusações contra os nossos polícias”, afirmou Michael David.

Dúvidas que não parecem ser partilhadas pela população de Baltimore que não hesitou em desafiar o recolher obrigatório, esta noite, para continuar a celebrar a intervenção da justiça. Uma manifestação sem violência que terminou com a detenção de várias pessoas.