Última hora

Última hora

Nepal: Governo não espera encontrar mais sobreviventes nos escombros

Perdeu-se a esperança no Nepal. Uma semana depois do terramoto que fez mais de 6600 mortos e 14500 feridos, o governo afirmou que já não espera

Em leitura:

Nepal: Governo não espera encontrar mais sobreviventes nos escombros

Tamanho do texto Aa Aa

Perdeu-se a esperança no Nepal. Uma semana depois do terramoto que fez mais de 6600 mortos e 14500 feridos, o governo afirmou que já não espera encontrar sobreviventes debaixo dos escombros. Nas ruas de Katmandu os nepaleses mostram-se assustados.

“As pessoas têm medo das réplicas. Ninguém regressa a casa” – explica um residente da capital.

O sismo de 7,8 graus na escala aberta de Richter destruiu mais de 160 mil casas e danificou mais de 143 mil. Cerca de dez por cento da população deste país de 28 milhões de habitantes está agora deslocada.

Milhares de residentes da capital fogem da grande cidade. De acordo com uma fonte do ministério dos transportes mais de 600 mil pessoas abandonaram Katmandou nos últimos dias para regressarem às suas aldeias. Mas o socorro tarda em chegar às zonas mais afastadas. Algumas áreas afetadas situam-se a cinco dias de marcha a pé da capital, por onde transita a ajuda internacional. Uma situação que difilculta a localização dos cerca de mil turistas europeus que estão dados como desaparecidos. A embaixadora da UE no país Rensje Teerink, manifestou, no entanto, um sinal de esperança. Por enquanto está confirmada a morte de 12 cidadãos europeus.

Mas nem tudo são más notícias no Nepal. Ontem nasceu uma bebé num hospital de campanha em Katmandu.