Última hora

Última hora

Combate do Século: O bom, o mau e o cifrão

Em leitura:

Combate do Século: O bom, o mau e o cifrão

Combate do Século: O bom, o mau e o cifrão
Tamanho do texto Aa Aa

Manny Pacquiao tinha grandes esperanças. O “challenger” filipino, Pacman como é conhecido, tentou pôr fim ao reinado de Floyd Mayweather Jr na categoria “welterweight”, naquele que é já considerado o combate de boxe do século.

Mas as esperanças de Pacman acabaram deitadas por terra. O norte-americano continua invencível e bateu o filipino aos pontos.

O grande vencedor do combate acabou por ser o dinheiro. Não foi por acaso que o combate teve lugar em Las Vegas, a cidade onde há quem diga que o dinheiro corre nas torneiras.

Os quase 17 mil espetadores, incluindo estrelas como Robert de Niro, Michael Jordan ou Clint Eastwood pagaram pequenas fortunas por um bilhete. Mayweather terá ganho pelo menos 120 milhões de dólares pela vitória.