Última hora

Última hora

Alemanha: comboios de passageiros a meio gás

A greve dos maquinistas alemães está a paralisar dois terços dos comboios de passageiros de longa distância e um terço dos regionais. A garantia é

Em leitura:

Alemanha: comboios de passageiros a meio gás

Tamanho do texto Aa Aa

A greve dos maquinistas alemães está a paralisar dois terços dos comboios de passageiros de longa distância e um terço dos regionais.

A garantia é dada pela Deutsche Bahn, a companhia de caminhos-de-ferro da Alemanha, poucas horas após do início de uma nova paralisação.

“Quero apenas dizer que esta situação me dá vómitos. Preciso de muito mais tempo para me deslocar. Meia hora só para chegar à estação. Devia ter começado a trabalhar às 05h30” refere um passageiro.

Outro adianta: “gosto de utilizar o comboio, mas não posso por causa da greve. Para chegar ao meu destino são precisas duas horas e estou muito chateado. Não concordo com esta paralisação.”

Aumentos salariais e redução da carga horária são algumas das reivindicações em cima da mesa. A representatividade do sindicato, ou seja, a capacidade do GDL negociar acordos para outras categorias profissionais é outro dos pontos de fricção.

As negociações com a administração da Deutsche Bahn estão em ponto morto e as paralisações multiplicam-se.

Nos últimos nove meses, o sindicato dos maquinistas GDL convocou oito greves.

A greve nos comboios de passageiros soma-se à paralisação nas linhas de mercadorias que começou esta segunda-feira e se prolonga até domingo.