Última hora

Em leitura:

Imigração clandestina: ONG diz que a situação está fora de controlo


mundo

Imigração clandestina: ONG diz que a situação está fora de controlo

O Mediterrâneo é, por estes dias, sinónimo de tragédia. Aliciados por traficantes, dezenas de imigrantes arriscam, diariamente, a vida para chegar à Europa em embarcações como esta. Só este fim de semana terão morrido mais 40 pessoas. A estimativa é feita por alguns dos sobreviventes que, esta terça-feira, chegaram porto de Catânia, na ilha italiana da Sicília. O último balanço apontava para 10 mortos.

As 240 pessoas naturais de países como o Senegal e a Costa do Marfim foram recebidas pela Organização Não Governamental Save The Children. De acordo com as testemunhas, um problema no barco onde seguiam os imigrantes levou a que muitos saltassem para o mar. No entanto, e como não sabiam nadar acabaram por se afogar.

“Sabemos que as pessoas continuam a aventurar-se. Os testemunhos recolhidos ao longo das últimas semanas mostram que a situação está fora de controlo. Estas pessoas não têm qualquer oportunidade nos países de origem e são obrigadas a partir. É o caso da Líbia onde a situação está descontrolada” refere Giovanna Benedetto da ONG Save The Children.

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados estima que, desde o início do ano, tenham morrido, no Mediterrâneo, perto de 2 mil imigrantes.

A Itália pede ajuda para evitar mais marés trágicas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Professor grego testemunha: "A energia do terramoto no Nepal equivale a 700 Hiroximas"