Última hora

Última hora

Supermercado do futuro abriu portas na EXPO 2015 de Milão

Em leitura:

Supermercado do futuro abriu portas na EXPO 2015 de Milão

Tamanho do texto Aa Aa

Ir às compras pode vir a tornar-se numa importante fonte de informação para o consumidor. Veja como.

A EXPO 2015 abriu portas há uma semana em Milão, na Itália, sob o lema da “alimentação”. No Distrito da Comida do Futuro, um pavilhão funciona como um verdadeiro supermercado onde podemos, de facto, fazer compras como se estivássemos avançados ao nosso tempo. Há robôs para nos ajudara escolher os artigos e espelhos digitais com todas as informações pertinentes sobre os artigos à venda.

Há cerca de 1500 produtos disponíveis neste supermercado do futuro. Estão posicionados junto aos referidos espelhos digitais, onde se pode ler sobre a origem, os ingredientes ou os métodos de produção dos respetivos produtos. Podemos saber, por exemplo, a pegada de carbono deixada por um certo artigo, o valor nutricional de um certo alimento ou até, em alguns casos, podem nos ser sugeridas receitas.

Este projeto resultou da cooperação entre o gigante italiano da venda a retalho, a COOP, e a MIT, a famosa universidade de tecnologia do Massachusetts, nos Estados Unidos. “Esta experiência funciona. Aqui, estamos a vender a clientes, por isso isto é aplicável. Como é natural quisemos testar durante seis meses as várias soluções que aqui apresentamos antes de decidir o que vamos aplicar na nossa rede de venda. Mas eu acredito que o futuro deve ser acessível. Não se trata apenas de tecnologia, mas sim de como fazer as transações, a economia e o próprio consumo mais sociais e, acima de tudo, mais responsáveis e sustentáveis”, explicou Marco Pedroni, presidente da COOP Itália.

Robôs de última geração, integrando sete articulações num só braço, estão em destaque. Não vão substituir os humanos, mas sim ajudar os clientes a escolher os produtos e também na reposição dos mesmos.

De acordo com os inventores, o supermercado do futuro poderá funcionar também como uma espécie de rede social e comercial, permitindo às pessoas a transação de produtos ou de refeições prontas a consumir.

Na EXPO 2015 Milão estamos a assistir, entre outras inovações, à evolução natural dos tradicionais supermercados. Graças às novas tecnologias, as lojas estão a transformar-se em fontes de informação onde os clientes podem saber tudo sobre os alimentos nos que vão consumir.