Última hora

Última hora

Rússia: Maioria dos dirigentes ocidentais ignora celebração da vitória na Grande Guerra Patriótica

O Presidente de China, Xi Jinping, de visita oficial a Moscovo, foi recebido pelo seu homólogo russo, Vladimir Putin, que agradeceu a visita “numa

Em leitura:

Rússia: Maioria dos dirigentes ocidentais ignora celebração da vitória na Grande Guerra Patriótica

Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente de China, Xi Jinping, de visita oficial a Moscovo, foi recebido pelo seu homólogo russo, Vladimir Putin, que agradeceu a visita “numa altura em que o povo da Rússia celebra a vitória na Grande Guerra Patriótica”.

A lista de convidados que confirmaram presença no desfile militar na Praça Vermelha ilustra o isolamento de Moscovo.

Par além do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-Moon, e da Diretora-Geral da UNESCO, Irina Bokova, dos 68 dirigentes convidados, apenas 22 estarão presentes.

“A II Guerra Mundial foi o conflito mais sangrento da história da nossa espécie. Esquecer a II Guerra Mundial, esquecer a contribuição soviética e russa para a vitória dos aliados é, na verdade, passar por cima de uma grande parte da história do sec. XX, especialmente da segunda metade”, disse o professor de história Anton Fedyashin.

Os 27 milhões de soviéticos que morreram na Grande Guerra Patriótica serão lembrados no desfile que conta com 16.000 soldados russos e 1.300 militares estrangeiros, principalmente sérvios, indianos e chineses.