Última hora

Última hora

Merkel e Putin juntos em Moscovo mas distantes no discurso

Angela Merkel juntou-se a Vladimir Putin, este domingo, numa homenagem ao soldado desconhecido. Foi em Moscovo que a chanceler alemã depositou uma

Em leitura:

Merkel e Putin juntos em Moscovo mas distantes no discurso

Tamanho do texto Aa Aa

Angela Merkel juntou-se a Vladimir Putin, este domingo, numa homenagem ao soldado desconhecido. Foi em Moscovo que a chanceler alemã depositou uma coroa de flores no túmulo que representa aqueles que morreram na II Guerra Mundial e cujos corpos não foram identificados.

Um momento de sintonia aparente já que, pouco depois, numa conferência de imprensa conjunta, Merkel recuperou todas as questões que afastam os dois países e que levaram a União Europeia e os Estados Unidos a lançar sanções contra Moscovo:

“Foi a anexação criminosa da Crimeia e os confrontos militares no leste da Ucrânia, que violam o direito internacional, que fez com que a cooperação tenha sofrido um sério revés – sério, porque vemos a situação como uma violação dos princípios da ordem e da paz na Europa comum.”

A Chanceler afirmou ainda que o cessar-fogo não está a ser respeitado, principalmente pelos rebeldes, já Vladimir Putin expressou um ponto de vista diferente:

“Penso que temos todas as razões para acreditar que, mesmo com todas as dificuldades, o processo de Minsk avança. Depois de 12 de fevereiro, apesar de todos os problemas existentes, a situação no sudeste da Ucrânia, está mais calma.”

Apesar das duras palavras trocadas pela chefe de governo alemã e pelo presidente russo, não faltou o aperto de mão cordial, mas que não esconde as divergências que abalam as relações entre os dois países.