Última hora

Última hora

Atenas continua "entre a espada e a parede"

Em leitura:

Atenas continua "entre a espada e a parede"

Tamanho do texto Aa Aa

Nem em Atenas se espera que saia um acordo final da reunião desta segunda-feira do Eurogrupo, em Bruxelas. Os gregos estão ansiosos enquanto os políticos expressam esperança num avanço positivo nas negociações.

A imprensa fala num “Dia do julgamento final” e refere que a “Estratégia do Governo está sob pressão”. Um analista económico acredita que “haverá um acordo nem que seja de última hora”. Napoleon Maravegias recorda que a “União Europeia está habituada a resolver problemas em cima da hora”.

Preso entre as promessas eleitorais e a realidade das exigências dos credores, o Governo de coligação, liderado pelo Syriza, espera conseguir manter a liquidez enquanto acaba de negociar um compromisso que honre todas as partes.

Segundo o correspondente da euronews em Atenas, “o primeiro-ministro Alexis Tsipras e o seu governo continuam entre a espada e a parede porque sabem que não podem satisfazer os credores sem perder credibilidade junto do eleitorado. Com o tempo a esgotar-se para a Grécia, o executivo terá em breve de fazer uma escolha, independentemente das duras implicações que a decisão poderá ter para a economia do país ou para o futuro político do Syriza”, afirma Stamatis Giannisis.