Última hora

Última hora

Ilhas Spratly: Conflitos territoriais entre a China e os Estados Unidos

Reduzir as tensões relativas às Ilhas Spratly e assegurar a liberdade de navegação no território – é esta a agenda do secretário de Estado

Em leitura:

Ilhas Spratly: Conflitos territoriais entre a China e os Estados Unidos

Tamanho do texto Aa Aa

Reduzir as tensões relativas às Ilhas Spratly e assegurar a liberdade de navegação no território – é esta a agenda do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, de visita à China, neste fim de semana.

Os conflitos territoriais relativos ao arquipélago desabitado, no Mar do Sul da China, estão a criar alguma crispação nas relações entre Pequim e os Estados Unidos.

Os Estados Unidos apelam à diplomacia: “Apelei à China através através do ministro dos Negócios Estrangeiros Wang, para que tome medidas que vão ao encontro das expectativas de todos, para reduzir as tensões, com vista a encontrar uma solução diplomática”, disse John Kerry.

No entanto, governo chinês reclama a soberania de todo o território, que compreende centenas de recifes e ilhotas, uma manobra que aumentou as tensões com o Vietname, Brunei, Japão, Taiwan, Filipinas e Malásia, nações que também reclamam o território.

Esta visita de John Kerry vem no seguimento das suspeitas da Administração de Barack Obama – que considera que a China pretende construir bases militares nas ilhas Spratly.