Última hora

Última hora

Família das vítimas indignada com absolvição de polícias franceses em caso de 2005

Os dois homens, envolvidos no caso que provocou a onda de tumultos de há dez anos, foram absolvidos por um tribunal de Rennes

Em leitura:

Família das vítimas indignada com absolvição de polícias franceses em caso de 2005

Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal de Rennes, no norte de França, absolveu os dois polícias que protagonizaram os incidentes de Clichy-sous-Bois, nos arredores de Paris, que deram origem aos tumultos de 2005.

Nesta maratona jurídica que se arrastava há dez anos, os dois homens eram acusados de não-assistência a pessoa em perigo. O caso aconteceu a 27 de outubro de 2005. Os polícias perseguiam um grupo de jovens dos bairros sociais da periferia parisiense, que acabaram por se esconder num transformador elétrico. Dois adolescentes morreram eletrocutados e um terceiro sofreu ferimentos graves.

Diz Zyed Benna, irmão de uma das vítimas: “Estou enojado e triste. Os polícias são intocáveis. Não é só neste caso, eles nunca são condenados”. Já para o advogado dos polícias, Daniel Merchat, “estes foram nove anos de sofrimento, foi um longo caminho que terminou hoje”.

O incidente deu origem à onda de protestos e tumultos que se prolongaram por todo o outono de 2005 e abalaram os subúrbios das principais cidades de França.

Os tumultos despertaram a atenção para as clivagens sociais e étnicas em França e para a situação dos habitantes dos bairros sociais.