Última hora

Última hora

França, 10 anos depois: Polícias de Clichy absolvidos

O tribunal de Rennes absolveu os dois polícias envolvidos no caso que desencadeou os tumultos de 2005 em França.

Em leitura:

França, 10 anos depois: Polícias de Clichy absolvidos

Tamanho do texto Aa Aa

Os dois polícias que protagonizaram os incidentes de Clichy-sous-Bois, nos arredores de Paris, que deram origem aos tumultos de 2005, foram absolvidos.

Os dois homens eram acusados de não-assistência a pessoa em perigo. O caso aconteceu a 27 de outubro de 2005. Os polícias perseguiam um grupo de jovens dos bairros sociais da periferia parisiense, que acabaram por se esconder num transformador elétrico. Dois dos jovens morreram eletrocutados e um terceiro sofreu ferimentos graves.

Diz o advogado das famílias das vítimas, Jean Pierre Mignard: “O primeiro-ministro, Manuel Valls, fala de um apartheid social ao falar dos subúrbios. Espero que desse apartheid social não nasça um apartheid judiciário”.

Já para o advogado dos polícias, Daniel Merchat, “desde o primeiro dia que os acusados têm uma íntima convicção de que não cometeram qualquer erro ou delito”.

O incidente deu origem à onda de protestos e tumultos que se prolongaram por todo o outono de 2005 e abalaram os subúrbios das principais cidades de França. Os tumultos despertaram a atenção para as clivagens sociais em França e para a população dos bairros sociais.