Última hora

Última hora

Afeganistão: 11 polícias condenados pelo linchamento mortal de Farkhunda

O tribunal deu como provada a negligência dos agentes de autoridade afegãos na proteção da mulher de 27 anos

Em leitura:

Afeganistão: 11 polícias condenados pelo linchamento mortal de Farkhunda

Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal do Afeganistão condenou esta terça-feira 11 polícias por negligência, na sequência do linchamento mortal de há dois meses de uma mulher de 27 anos por um grupo de pessoas.

Point of view

Estão condenados, por negligência de serviço, a um ano de prisão

Numa sessão de julgamento transmitida inclusive pela televisão e com os pais da vítima na plateia, o juiz sentenciou os 11 polícias a um ano de prisão, absolvendo outros oito agentes por falta de provas. Os condenados terão falhado na proteção a Farkhunda, a mulher que foi agredida até à morte e cujo cadáver foi posteriormente queimado e atirado para um rio. “Estão condenados (…), por negligência de serviço, a um ano de prisão”, disse o juiz Safiullah Mojaddidi aos 11 arguidos, entre os quais estão oficiais superiores.


O caso motivou vários protestos populares a exigir justiça. No início deste mês, a justiça afegã condenou à morte quatro homens pelo linchamento de Farkhunda, incluindo um dos seguranças do santuário. Outras oito pessoas foram sentenciadas a 16 anos de prisão e 18 acabaram absolvidas. O governo afegão proibiu ainda a venda de talismãs religiosos no país.