Última hora

Última hora

França: Antigo corretor do banco Société Générale pediu a anulação da sentença a que foi condenado

Em França o corretor Jerome Kerviel pediu a anulação da sentença e a revisão do processo que o levou a ser condenado a cinco anos de prisão depois de

Em leitura:

França: Antigo corretor do banco Société Générale pediu a anulação da sentença a que foi condenado

Tamanho do texto Aa Aa

Em França o corretor Jerome Kerviel pediu a anulação da sentença e a revisão do processo que o levou a ser condenado a cinco anos de prisão depois de ter perdido mais de 40 mil milhões de euros em transações.

O testemunho de Nathalie Le Roy, a polícia que dirigiu a investigação, poderá reabrir o caso de uma das maiores supostas fraudes financeiras em França.

Segundo o site Mediapart, Le Roy afirma ter sido “instrumentalizada” durante a investigação.

“É a própria polícia que diz ‘a Société Générale deu-me elementos que queria que eu tivesse. Não respondeu a outras cartas rogatórias que lhe enviei. Forneceu-me os testemunhos que ela queria, ou seja, ditou as condicionantes do meu inquérito’”, disse Edwy Plenel, presidente da Mediapart.

Num comunicado, a Société Générale, recorda que, “todos os processos em tribunal reconheceram até agora que Kerviel agiu sozinho”.

Le Roy diz que ao ser “instrumentalizada” ignorou o testemunho de um antigo empregado que afirmava ter alertado a direção para as ações de Kerviel.