Última hora

Última hora

Atentado de Tunes: Itália detém suspeito

Abdel Majid Touil, um jovem marroquino, de 22 anos, foi detido no apartamento da mãe, em Milão. Nem a mãe nem os irmãos são suspeitos no caso

Em leitura:

Atentado de Tunes: Itália detém suspeito

Tamanho do texto Aa Aa

Abdel Majid Touil, suspeito de ter participado no atentado do museu Bardo, em Tunes, foi detido, em Milão, no norte de Itália.

Point of view

Tinha sido identificado em 2015, aquando da chegada, a Agrigento, de um barco com clandestinos. Na altura, recebeu uma ordem de expulsão. - Bruno Megale

O jovem marroquino, de 22 anos, foi detido no apartamento da mãe. Nem a mãe nem os irmãos são suspeitos no caso.

Abdel Majid Touil era alvo de um mandado de captura internacional mas as autoridades italianas não o conheciam.

Bruno Megale, da Divisão Geral de Investigação e de Operações Especiais italiana explica: “Tinha sido identificado em fevereiro de 2015, aquando da chegada, a Agrigento, de um barco com clandestinos. Na altura, recebeu uma ordem de expulsão. Fora isso, não tínhamos mais nenhuma informação sobre ele.”

Na Tunísia, cerca de 50 pessoas foram já detidas, no quadro do inquérito sobre o atentado de 18 de março ao museu Bardo, situado perto do parlamento. Vinte e duas pessoas morreram: 1 polícia e 21 turistas, 4 dos quais eram italianos.

O atentado foi reivindicado pelo grupo autointitulado Estado Islâmico, mas as autoridades de Tunes garantem que o ataque foi “dirigido” por Lokmane Abou Sakhr, um líder jihadista argelino, entretanto abatido pelas forças tunisinas.