Última hora

Última hora

Autoridades sírias tentam proteger cidade antiga de Palmira face ao EI

A zona antiga de Palmira foi classificada, pela Unesco, como Património Mundial da Humanidade

Em leitura:

Autoridades sírias tentam proteger cidade antiga de Palmira face ao EI

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de estátuas da cidade histórica de Palmira, na Síria, foram removidas e transportadas para local seguro, numa tentativa de evitar a destruição das antiguidades pelos membros do autodenominado grupo Estado Islâmico.

O jihdistas controlam, atualmente, um terço da cidade e prosseguem os combates de rua. Vários edifícios oficiais caíram nas mãos dos islamitas, depois de o exército se ter retirado.

No local, habitantes contactos pela agência francesa France Presse dizem ter “muito medo” dos jihadistas, que desde o fim de semana tentam tomar o controlo total da cidade síria.

Segundo as últimas informações, os extremistas estarão localizados, sobretudo, na parte norte de Palmira. A zona antiga, classificada pela Unesco como Património Mundial da Humanidade situa-se no sudoeste.