Última hora

Última hora

Fosso entre ricos e pobres atinge nível recorde

Em leitura:

Fosso entre ricos e pobres atinge nível recorde

Tamanho do texto Aa Aa

O fosso entre pobres e ricos atingiu um nível recorde em 30 anos na maior parte das economias mais avançadas do mundo. Na maioria dos 34 países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), os mais ricos ganham quase dez vezes mais do que os mais pobres.

Segundo o relatório da OCDE, Chile, México, Turquia, Estados Unidos e Israel são os países onde existe maior desigualdade. No outro prato da balança, onde a desigualdade é menor, estão a Dinamarca, a Eslovénia, a República Eslovaca e a Noruega.

Portugal é dos países mais pobres e desiguais da OCDE, situando-se no nono lugar.

De acordo com o relatório, o fosso entre ricos e pobres diminuiu em Portugal. O estudo explica que “apesar do aumento da desigualdade registada no rendimento de mercado, que inclui rendimentos do trabalho, capital e propriedades, a aplicação de benefícios fiscais e sociais resultou numa redução da desigualdade dos rendimentos disponíveis”.

A nível mundial, o aumento do trabalho em part-time, dos contratos temporários e do autoemprego foram um dos fatores que aumentou a desigualdade.

O relatório refere também que as mulheres recebem 15% menos do que os homens.