Última hora

Última hora

Há quantos anos se produz vinho na Geórgia?

Em leitura:

Há quantos anos se produz vinho na Geórgia?

Tamanho do texto Aa Aa

Arqueólogos escavam em busca de uma prova definitiva de que a Geórgia é uma das mais antigas regiões de produção de vinho.

Arqueólogos escavam em busca de uma prova definitiva de que a Geórgia é uma das mais antigas regiões de produção de vinho.

No sudeste do país, próximo de Imiri, os cientistas esperam encontrar artefactos utilizados na produção vinícola há cerca de 8000 anos.

Durante o período do Neolítico, a agricultura floresceu nas três localidades que agora constituem as ruínas de Shulaveri – Shumitepe, no vale de Marneuli. Uma das culturas era a da uva para produzir vinho.

Segundo Stephen Batiuk, “o que é significativo no local” é que foram encontrados dos mais antigos exemplos de “uvas cultivadas”, que os cientistas acreditam terem sido “utilizadas nos primórdios da produção de vinho”. O arqueólogo da Universidade de Toronto, no Canadá, refere que também foi descoberto um “barco com vinho em Shulaveris, o que prova a existência de uma produção”. Em Imiri, que está atualmente a ser explorada, a “produção pode ser ainda mais antiga, remontando a 6000 anos antes de Cristo”.

O diretor do museu nacional da Geórgia refere que o “projeto tem por objetivo olhar a história da agricultura. Não se trata apenas da questão do vinho mais antigo. Foram encontrados vestígios de uma produção de vinho muito antiga, mas também está a ser observado o cultivo da vinha e dos diferentes produtos agrícolas, que mostram que o Cáucaso e a Geórgia podem ser considerados como parte do grande território chamado de Crescente Fértil, onde surgiu a agricultura e de onde as primeiras civilizações se expandiram”, afirma David Lordkipanidze.

O Crescente Fértil é um arco que vai do alto Egipto até ao Golfo Pérsico. Muitas vezes referido como o “berço da civilização”, acredita-se que foi aqui que nasceram a agricultura e as civilizações modernas.

A Geórgia conta com mais de 500 variedades de uvas. O vinho representa 5% das exportações do país. Já se sabe que o vinho é produzido nesta região há 7000 anos, mas os arqueólogos esperam agora provar que a produção tem pelo menos mais um milénio.