Última hora

Última hora

Irlanda a um passo de entrar para a história no referendo ao casamento "gay"

O casamento entre pessoas do mesmo sexo pode entrar para a constituição da Irlanda a partir desta sexta-feira. Num país com tradições católicas

Em leitura:

Irlanda a um passo de entrar para a história no referendo ao casamento "gay"

Tamanho do texto Aa Aa

O casamento entre pessoas do mesmo sexo pode entrar para a constituição da Irlanda a partir desta sexta-feira.

Num país com tradições católicas bastante enraizadas, três milhões de eleitores são chamados às urnas para se pronunciarem sobre o assunto.

O “sim” leva vantagem. As sondagens dão-lhe uma vitória com pelo menos 60 por cento dos votos.

“É uma simples questão de igualdade. Nos últimos 60 anos foi um cidadão de segunda classe na Irlanda e quero sentir igualdade. Não me vai ajudar pessoalmente mas eu espero que a próxima geração não tenha que passar por aquilo que eu tive que passar”, diz um professor reformado em Dublin.

“Porque é justo e é mais igualitário, é melhor para a Irlanda, acho eu”, refere uma jovem.

O campo do “não” tem recuperado terreno, mesmo assim, as sondagens apenas lhe dão no máximo 25%, mas os indecisos e a imprevisibilidade dos eleitores nas zonas rurais remotas, podem baralhar as previsões.

“Defendo o casamento, o casamento tradicional como foi delineado pelos nossos antepassados”, adianta uma senhora.

“Pessoalmente, acredito que o casamento entre pessoas do mesmo sexo não é natural, é a minha opinião”, diz um idoso.

O último país da Europa ocidental a descriminalizar a homossexualidade, pode, duas décadas depois, fazer história ao tornar-se na primeira nação do mundo a legalizar o casamento homossexual por via de um referendo.