Última hora

Última hora

Arábia Saudita: Balanço do ataque do ISIL a mesquita xiita sobe para 21 mortos

Subiu para 21 mortos o balanço do atentado desta sexta-feira no leste da Arábia Saudita. O ataque foi reivindicado pelo grupo Estado Islâmico, também

Em leitura:

Arábia Saudita: Balanço do ataque do ISIL a mesquita xiita sobe para 21 mortos

Tamanho do texto Aa Aa

Subiu para 21 mortos o balanço do atentado desta sexta-feira no leste da Arábia Saudita. O ataque foi reivindicado pelo grupo Estado Islâmico, também conhecido pela sigla inglesa ISIL e que se fundamenta no braço sunita do Islão, o islamismo mais ortodoxo .

O ataque, que fez ainda mais de 100 mortos, terá sido conduzido por um bombista suicida e teve como alvo uma mesquita xiita na localidade de al-Qudayh, na província de Qatif, junto ao golfo pérsico.


De acordo com o comunicado do ISIL e o relato do ministro do interior saudita, o “kamikaze” terá entrado na mesquita com um cinto de explosivos oculto na roupa e detonou-o quando o templo estava repleto, com cerca de 150 fiéis para a oração do meio-dia.

Este ataque é similar a um outro à mão armada que fez oito mortos na província saudita de al-Ahsá, ocorrido em novembro e também reivindicado na altura pelo alegado líder do grupo Estado Islâmico, num comunicado em que Abu Bakr al Bagdadi apelava à revolta contra a família real saudita.


Em al-Qudayh, por fim, horas depois do atentado do grupo Estado Islâmico contra a mesquita xiita, centenas de pessoas encheram as ruas a protestar contra a família real saudita e o que acusam ser a ideologia “tafkiri”, um termo que descreve um muçulmano que acusa outro de ser impuro. A conta de Twitter QatifDirect está a reportar esta manifestação depois de já ter adiantado que um homem armado com uma metralhadora tinha sido apanhado a tentar numa outra mesquita da cidade.