Última hora

Última hora

Mercedes oferece vitória a Rosberg no Mónaco, em Portugal mandou Latvala

Nico Rosberg impôs-se nas ruas do Mónaco pelo terceiro ano consecutivo, aproveitando da melhor forma um erro estratégico do companheiro de equipa

Em leitura:

Mercedes oferece vitória a Rosberg no Mónaco, em Portugal mandou Latvala

Tamanho do texto Aa Aa

Nico Rosberg impôs-se nas ruas do Mónaco pelo terceiro ano consecutivo, aproveitando da melhor forma um erro estratégico do companheiro de equipa, Lewis Hamilton.

O alemão já por várias vezes se queixou das opções desportivas da Mercedes, desta vez bem pode agradecer a vitória ao erro monumental na gestão da corrida de Lewis Hamilton.

O inglês largou da pole position e dominou por completo a corrida até à entrada do safety car em pista, a 14 voltas do fim. A vantagem era confortável e o plano mudar os pneus e regressar ainda na primeira posição.

As contas da Mercedes saíram furadas, e quando o campeão do mundo saiu das boxes, já Rosberg e Vettel tinham passado. A corrida estava irremediavelmente perdida.

Apesar de tudo, Hamilton continua a liderar o mundial com dez pontos de vantagem sobre o companheiro de equipa.

O primeiro Grande Prémio do Mónaco

A Fórmula 1 não seria a mesma sem a corrida icónica nas ruas de Monte-Carlo. A história deste grande prémio começou a ser escrita a 14 de abril de 1929.

Há 86 anos 16 pilotos participaram no primeiro grande prémio do Mónaco. Sem treinos ou qualificação, a grelha de partida foi decidida por sorteio para azar do favorito Rudolf Caracciola, obrigado a partir da 15ª posição. Fez uma boa corrida mas não foi além do terceiro lugar.

O primeiro triunfo nas estradas monegascas sorriu ao inglês William Grover-Williams, que completou as cem voltas em três horas, 56 minutos e 11 segundos e mais de um minuto de vantagem sobre Georges Bouriano.

A primeira vez de Latvala em Portugal

A elite do Campeonato do Mundo de Ralis brilhou este fim de semana nas estradas de terra batida de Portugal e a estrela mais cintilante foi Jari-Matti Latvala, que festejou a primeira vitória de 2015.

O finlandês colocou um ponto final a uma série negra de três ralis sem pontuar depois de uma prestação praticamente perfeita nas estradas portuguesas.

Congratulations Jari-Matti Latvala/ Miikka Anttila (Volkswagen Motorsport) – winner Vodafone Rally de Portugal…

Posted by WRC on Sunday, 24 May 2015

Latvala entrou a todo o gás, assumiu o comando após a quarta especial, em Viana do Castelo, e não mais largou a primeira posição.

Este domingo limitou-se a controlar os ataques de Sébastien Ogier. Terminou com 8,2 segundos de vantagem sobre o francês, que procurava o quinto triunfo no rali português.

Ainda assim o bicampeão do mundo continua tranquilo na liderança do mundial de pilotos com 42 pontos de vantagem sobre Andreas Mikkelsen. O norueguês ficou-se pelo lugar mais baixo do pódio em Portugal.

O salto de Fafe tem por hábito proporcionar alguns dos melhores momentos no mundial de ralis e este ano não foi exceção, se bem que Jari Ketomaa não fique propriamente com boas recordações.