Última hora

Última hora

Novos protestos no Burundi depois da oposição cortar diálogo com o poder

As ruas da capital do Burundi voltaram a ser palco de manifestações, depois da oposição ter posto fim às negociações com o governo. Para além de

Em leitura:

Novos protestos no Burundi depois da oposição cortar diálogo com o poder

Tamanho do texto Aa Aa

As ruas da capital do Burundi voltaram a ser palco de manifestações, depois da oposição ter posto fim às negociações com o governo.

Para além de Bujumbura, os protestos multiplicaram-se por outros pontos do país, registando-se alguns confrontos com a polícia, que fizeram pelo menos um morto.

Na capital, um manifestante diz que não tem “medo de morrer. O presidente quer governar, mas está a matar [a população]. O que é que lhe vai sobrar para governar, insetos e árvores? É preciso lutar pela dignidade [do povo] e pelo acordo de Arusha até ao fim”.

O acordo de Arusha limitava o chefe de Estado a dois mandatos consecutivos, o que Pierre Nkurunziza tenta agora contornar para se voltar a candidatar.

O assassinato do opositor Zedi Feruzi, no sábado, levou os líderes do movimento de contestação contra o presidente a decidir boicotar as negociações de paz com o poder, que decorriam sob a égide da ONU e da União Africana.