Última hora

Última hora

UE reforça ajuda à República Centro-Africana

A República Centro-Africana vai receber mais 72 milhões de euros em ajuda financeira da União Europeia, destinada a impulsionar a recuperação

Em leitura:

UE reforça ajuda à República Centro-Africana

Tamanho do texto Aa Aa

A República Centro-Africana vai receber mais 72 milhões de euros em ajuda financeira da União Europeia, destinada a impulsionar a recuperação, estabilidade e desenvolvimento do país, que foi palco de um conflito recente.

O anúncio foi feito esta terça-feira, data de uma conferência em Bruxelas sobre o país e as necessidades humanitárias.

“Este apoio adicional contempla 10 milhões de euros de fundos frescos destinados a ajuda humanitária. A União Europeia está do lado da República Centro-Africana e estamos completamente empenhados em apoiar o país para fazer face aos desafios futuros”, disse Neven Mimica, o comissário europeu para a Cooperação Internacional e Desenvolvimento.

São boas notícias para a presidente interina da República Centro-Africana, Catherine Samba-Panza, que lembrou, no entanto, que ainda há um longo caminho a percorrer: “Enfrentámos, juntamente com a União Europeia, emergências humanitárias. Chegou a hora de ir mais além e de ajudar a reerguer a população. Existem muitos refugiados no interior da República Centro-Africana, muitas pessoas deslocadas em países vizinhos. Estas pessoas querem regressar à República Centro-Africana.”

A República Centro-Africana foi, desde dezembro de 2013, palco de vários confrontos entre as milícias muçulmanas, partidárias dos rebeldes do Sélèka, e cristãos, denominados anti-Balaka. O país ensaia agora um regresso à normalidade.