Última hora

Última hora

Prémios Princesa das Astúrias: Duas mulheres conquistam a categoria de Investigação Científica e Técnica pela primeira vez

Emmanuelle Charpentier e Jennifer Doudna, duas figuras de renome mundial no panorâma científico, são as grandes vencedoras do Prémio Princesa das

Em leitura:

Prémios Princesa das Astúrias: Duas mulheres conquistam a categoria de Investigação Científica e Técnica pela primeira vez

Tamanho do texto Aa Aa

Emmanuelle Charpentier e Jennifer Doudna, duas figuras de renome mundial no panorâma científico, são as grandes vencedoras do Prémio Princesa das Astúrias, na categoria de Investigação Científica e Técnica.

Um anúncio feito hoje em Oviedo, em Espanha, por Pedro Miguel Echenique: “Ambas as investigadoras estudaram a forma como as bactérias se defendem de certos vírus que as infetam, destruindo o seu ADN e reconheceram algumas das suas características específicas. Esta metodologia permite eliminar, ativar, desativar e mesmo corrigir qualquer gene e tem várias aplicações, tanto na investigação como na agricultura, na pecuária e biomedicina.”

Os Prémios Princesa das Astúrias distinguem figuras notáveis em várias áreas. É a primeira vez que duas mulheres vencem nesta categoria de Investigação Científica e Técnica.

Juntas inventaram a técnica CRISPR/cas9 que revolucionou o campo da engenharia genética. Esta descoberta já recebeu inúmeros prémios de prestígio e agora recebe também o galardão Princesa das Astúrias.

A francesa Emmanuelle Marie Charpentier é microbiologista e imunologista. O seu trabalho assenta na regulação da expressão dos genes e nas bases moleculares das infeções, assim como na forma como as bactérias lutam contra os agentes patogénicos.

A norte-americana Jennifer Doudna é bioquímica, bióloga molecular e professora da Universidade da Califórnia – em Berkeley. Também realizou pesquisas inovadoras que levaram a um método que possibilitou a cristalização das moléculas de RNA (ácidos ribonucleicos).

Cada vencedor recebe uma escultura de Joan Miró e uma quantia de 50 mil euros, assim como um diploma e uma insígnia. Neste caso, o prémio monetário será partilhado pelas duas vencedoras.

Nas próximas semanas, a Fundação Princesa das Astúrias vai anunciar os galardoados nas áreas de Desporto, Letras, Cooperação Internacional e Concórdia.

A cerimónia solene de entrega dos Prémios vai ter lugar no Principado das Astúrias, na segunda quinzena do mês de outubro.