Última hora

Última hora

Impacto da imigração na fronteira da Turquia com a Síria

A cidade de Reyhanlı, na fronteira entre a Turquia e a Síria, é uma das cidades mais afetadas pela guerra civil. A população quase duplicou desde o

Em leitura:

Impacto da imigração na fronteira da Turquia com a Síria

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Reyhanlı, na fronteira entre a Turquia e a Síria, é uma das cidades mais afetadas pela guerra civil. A população quase duplicou desde o início do conflito sírio.

Reyhanlı tinha 60 mil habitantes antes da guerra civil na Síria. Agora é lar para mais 60 mil refugiados. A economia local fazia-se com base na criação de gado e no contrabando através da fronteira. Mas por causa da guerra, os negócios estão parados; a concorrência dos sírios no comércio veio agravar os problemas.

Um residente denuncia:
- Por exemplo, quando sou chamado para uma obra, um muro, levo o equivalente a € 17. Mas os sírios fazem o mesmo por menos dinheiro. Isto causa tensão entre a população local.

Mas há outras queixas:
- O volume de negócios na fronteira está bloqueado em ambos os lados. De 60% a 70% das pessoas viviam deste comércio, mas agora está tudo parado.

Um terceiro queixa-se:
- A partir do momento em que os sírios chegaram, o Estado ofereceu-se para ajudar, mas não faz o mesmo pelos cidadãos turcos.

Na cidade de Gaziantep estão 400 mil refugiados sírios.
A explosão demográfica causou a subida das rendas das casas e dos bens alimentares e, portanto, as tensões. Em geral, os residentes ressentem-se do facto de os sírios não terem oportunidade de sobreviverem sem a ajuda da Turquia.

- O importante afluxo de pessoas pode causar tensões, algo que nem os partidos políticos utilizaram politicamente durante muito tempo. Merecem crédito. O Partido Republicano do Povo, CHP, aborda a questão no programa eleitoral, mas, nos últimos três, quatro anos, não usou isso contra o governo. Este incidente pode alterar os parâmetros. Há reações. Mas, na minha opinião, não muda a estrutura da vida política turca radicalmente. A questão dos refugiados não atingiu o nível de um movimento político como os grupos de extrema direita contra os imigarntes na Europa.

Ancara assegura ter destinado mais de 5 mil millhões de dólares para ajudas de diferente tipo aos refugiados sírios desde 2012.