Última hora

Última hora

Responsável separatista ucraniano: "Se o exército russo entrasse, já estaríamos em Kiev"

Em entrevista à euronews, Denis Pushilin desmentiu o envolvimento de tropas russas no conflito no leste da Ucrânia.

Em leitura:

Responsável separatista ucraniano: "Se o exército russo entrasse, já estaríamos em Kiev"

Tamanho do texto Aa Aa

Denis Pushilin é o representante da autoproclamada República Popular de Donetsk nas negociações de Minsk.

Point of view

Uma intervenção do exército russo numa guerra em larga escala, no nosso território, traria vantagens para alguém. Mas não seria para a Rússia nem para nós.

Com a situação a alternar entre o apaziguamento e a intensificação do conflito, Pushilin falou em exclusivo para a euronews. Os pró-russos começam pouco a pouco a abandonar as ideias de independência e a falar em autonomia.

Pushilin desmente a participação do exército russo nos combates: *“Vimos na parada de nove de maio em Moscovo. Imagine o que aconteceria se o exército russo entrasse mesmo no nosso território. Se calhar estaríamos a fazer esta entrevista em Kiev e não em Donetsk. Claro que uma intervenção do exército russo numa guerra em larga escala, no nosso território, traria vantagens para alguém. Mas não seria para a Rússia nem para nós.

O território da República Popular de Donetsk poderia ser autodeterminado há muito tempo, mas continuamos a insistir numa solução política. Para nós, o primeiro passo é respeitar o acordo de Minsk, este é o principal documento pelo qual nos estamos a guiar”.*