Última hora

Última hora

Turquia: campanha eleitoral domina aniversário da conquista de Istambul

O aniversário da conquista de Istambul pelos Otomanos serviu de palco para uma das derradeiras ações de campanha do presidente Recep Tayyip Erdogan

Em leitura:

Turquia: campanha eleitoral domina aniversário da conquista de Istambul

Tamanho do texto Aa Aa

O aniversário da conquista de Istambul pelos Otomanos serviu de palco para uma das derradeiras ações de campanha do presidente Recep Tayyip Erdogan, a oito dias das eleições legislativas turcas.

Centenas de milhares de pessoas participaram no que o partido islamo-conservador no poder classificou de “maior comemoração da História da Turquia moderna”.

Um apoiante diz que “o AKP dirige o país há 12 anos e é poderoso. Em 90 anos de história da república, não houve um partido que alcançasse desta forma curdos, alauitas e outros; se houvesse, teria conquistado o poder”.

Erdogan tem, nomeadamente, tentado conquistar o voto dos conservadores religiosos curdos, já que o HDP – o Partido Democrático do Povo, pró-curdo -, representa uma das maiores ameaças eleitorais para o AKP.

Num comício a curta distância das comemorações oficiais, um apoiante do HDP explica que “o objetivo desta eleição é impedir o AKP de continuar a governar sozinho, […] aprovando todas as leis que quer e mesmo reescrevendo a Constituição. O HDP […] precisa de ultrapassar o limiar” para entrar no Parlamento.

A formação pró-curda precisa de conquistar pelo menos 10 por cento dos votos para roubar assentos parlamentares ao partido no poder e, potencialmente, impedi-lo de formar um governo maioritário.

O correspondente da euronews, Bora Bayraktar, diz que “a uma semana das eleições, os partidos jogam as últimas cartadas em Istambul, onde se encontra o maior número de eleitores. Os apoiantes do AKP e do HDP, que estiveram reunidos a curta distância, vão determinar o destino da Turquia”.