Última hora

Última hora

México: Pedro Caixinha campeão diante de Ronaldinho Gaúcho

O Querétaro até venceu (3-0) a segunda mão da final, mas a goleada (5-0) do Santos Laguna no primeiro jogo foi decisiva

Em leitura:

México: Pedro Caixinha campeão diante de Ronaldinho Gaúcho

Tamanho do texto Aa Aa

O Santos Laguna, treinado pelo português Pedro Caixinha, sagrou-se no domingo campeão mexicano de futebol, apesar da derrota, por 3-0, na visita ao Querétaro, na segunda mão da final.

A goleada por 5-0 no primeiro jogo, em Torreón, acabou por ser decisiva para o quinto título mexicano do Santos Laguna, que tinha terminado em sétimo lugar na primeira fase do campeonato.



No jogo disputado em Santiago de Querétaro, três golos na primeira parte não chegaram para o Querétaro, sexto na primeira fase, ‘virar’ a goleada sofrida no primeiro jogo da final. Mario Osuna abriu o marcador aos 10 minutos, na conversão de uma grande penalidade; Yasser Corona dilatou, aos 21; e Angel Sepulveda marcou o terceiro, aos 38.

Ainda no primeiro tempo, a dois minutos do intervalo, o Querétaro marcou o quarto golo, por intermédio da grande ‘estrela’ da equipa, Ronaldinho, mas o lance viria a ser anulado pelo árbitro Francisco Chacón, por entender que o internacional brasileiro cometeu falta sobre o guarda-redes argentino Agustin Marchesin.

O internacional cabo-verdiano Djaniny, que em Portugal representou União de Leiria, Benfica, Olhanense e Nacional, foi titular no Santos Laguna, sagrando-se também campeão mexicano.