Última hora

Última hora

China: Corrida contra o tempo para resgate de sobreviventes no rio Yangtzé

Numa corrida contra o tempo e sem poupar esforços, as autoridades chinesas tentam salvar as pessoas que supõem ter ouvido do interior do navio virado

Em leitura:

China: Corrida contra o tempo para resgate de sobreviventes no rio Yangtzé

Tamanho do texto Aa Aa

Numa corrida contra o tempo e sem poupar esforços, as autoridades chinesas tentam salvar as pessoas que supõem ter ouvido do interior do navio virado no rio Yangtzé.

Seguiam a bordo do Eastern Star de quatro pisos, mais de 450 pessoas, a maioria turistas.

Uma mulher de 85 anos está entre os 12 passageiros resgatados com vida.

O comandante e o engenheiro-chefe sobreviveram. Foram detidos pelas autoridades para ser interrogados.

De acordo com os dois membros da tripulação, na origem do acidente esteve um tornado que virou a embarcação em menos de dois minutos. Não houve tempo para dar o alarme.

Entre o desespero e o choro, alguns familiares sentem-se abandonados. “O governo devia levar-nos até ao local, como é possível que aqui na agência de viagens todos tenham fugido”, questiona uma mulher.

“Estou furioso. Há aqui apenas uma mensagem na porta. Não sabemos nada sobre os nossos familiares, se estão vivos, se estão mortos”, afirma um homem.

Tragédias desta magnitude são pouco comuns nos rios chineses, usados para circuitos turísticos. Este será um dos piores acidentes de que há memória no Yangtzé, o rio mais longo da Ásia e o terceiro no mundo.