Última hora

Última hora

Confrontos regressam ao leste da Ucrânia

Os separatistas pró-Rússia e o exército ucraniano voltam a entrar em confronto e já há mais de uma dezena de mortos. Os combates ocorrem perto de

Em leitura:

Confrontos regressam ao leste da Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Os separatistas pró-Rússia e o exército ucraniano voltam a entrar em confronto e já há mais de uma dezena de mortos. Os combates ocorrem perto de Mariinka. Uma pequena cidade a poucos quilómetros de Donetsk.
Os rebeldes pró-russos negam ter lançado a ofensiva, violando o acordo de Minsk.
Mas as forças armadas de Kiev garantem que os separatistas estão a usar armamento pesado, o que representa uma quebra do tratado de paz assinado em fevereiro deste ano.

O porta-voz das tropas de Kiev, Andrei Lysenko, em conferência de imprensa na capital ucraniana, explicou esta quarta-feira que “estão a ser usados tanques, morteiros e artilharia pesada. O inimigo tenta avançar mas os soldados ucranianos estão a conseguir conter os ataques. A situação está sob controlo.”

O porta-voz do exército divulgou ainda que existem combates em Shirokino, uma cidade considerada estratégica, próxima ao porto de Mariupol, sob controlo do governo, e nas imediações do reduto rebelde de Gorlovka.
Mas os rebeldes acusam as forças governamentais de iniciar os combates numa linha que vai de Donetsk até Mariupol. Os separatistas tentam, há vários meses, controlar a cidade portuária de forma a abrir uma via terrestre até à Crimeia.

Desde abril de 2014, o conflito no leste da Ucrânia já fez perto de 6500 mortos.