Última hora

Última hora

Turquia: Diáspora pouco participativa nas legislativas

O governo islâmico-conservador da Turquia prepara-se para triunfar novamente depois de 13 anos no poder. Os turcos vão às urnas no domingo para

Em leitura:

Turquia: Diáspora pouco participativa nas legislativas

Tamanho do texto Aa Aa

O governo islâmico-conservador da Turquia prepara-se para triunfar novamente depois de 13 anos no poder.

Os turcos vão às urnas no domingo para escolher um novo executivo, mas apesar do favoritismo do Partido da Justiça e Desenvolvimento, do Presidente Reçep Tayyip Erdogan, as sondagens dão-lhe um resultado menos convincente em relação a outros anos. E para Erdogan, há muito em jogo.

Os turcos na diáspora já foram chamados a votar durante quase todo o mês de maio. A escolha dos quase três milhões e meio eleitores emigrantes já viajou para a Turquia, pelo menos os da Alemanha.

Mas a abstenção terá sido elevada. De acordo com a comissão eleitoral, foi de cerca de 60 %.

E é neste contexto que os curdos aparecem como a chave do poder. Para terem representação parlamentar, estão obrigados ultrapassar a difícil fasquia dos 10 %, conforme foi aprovado pelo governo no ano passado.

Se ficarem de fora, Erdogan terá caminho aberto para a maioria qualificada de três terços que lhe permite alterar a constituição.