Última hora

Última hora

Xavi despede-se em lágrimas do Barça, mas ainda lhe falta uma final

A Liga dos Campeões decide-se, sábado, em Berlim. O duelo com a Juventus marcará o adeus do médio ao clube que representa há quase um quarto de século. Segue-se o Qatar

Em leitura:

Xavi despede-se em lágrimas do Barça, mas ainda lhe falta uma final

Tamanho do texto Aa Aa

Foi pela porta grande e em lágrimas a despedida oficial, esta quarta-feira, de Xavi Hernandez da “afición” do Barcelona. A três dias da derradeira final da carreira com a camisola “blaugrana”, a da Liga dos Campeões diante da Juventus, o médio de 35 anos contou com a presença no “adeus” a Camp Nou de quase todo o plantel — apenas faltaram Messi, Rakitic, Ter Stegen, Rafinha e Piqué, convocados pela UEFA para um controlo “antidoping”. Andrés Iniesta, que com Xavi forma um “duo dinâmico” único no mundo do futebol, Xavi, proferiu um emotivo discurso.

Point of view

Aqui, cresci como futebolista e como pessoa. Tive muita sorte pelos bons amigos que fiz nestes 25 anos

De resto, estiveram presentes antigos colegas de equipa como Puyol ou Eric Abidal; o atual presidente do Barça, Josep Maruia Bartomeu, e o antecessor, Joan Laporta; e até o presidente da Real Federação Espanhola, Ángel Maria Villar. O holandês Johan Cruujff, grande figura da histõria do clube e que se mantém muito próximo aos “blau grana”, também marcou presença.

Quase um quarto de século ao serviço dos “blaugrana” chega ao fim no próximo sábado. A emoção tomou conta de Xavi, no mesmo dia em que anunciou aos adeptos que ele e a mulher, Nuria Cunillera, vão ser pais pela primeira vez.

“Aqui, cresci como futebolista e como pessoa. Tive muita sorte pelos bons amigos que fiz nestes 25 anos. Os títulos e os prémios não são nada quando comparados às gargalhadas e aos meus amigos. É o mais belo que levo do Barça”, afirmou o médio, num discurso que levava escrito.

O próximo destino de Xavi? O Al-Saad, do Qatar. O médio espanhol assinou por duas épocas. “Este não será um adeus, é um até logo”, prometeu Xavi ao Barça.

Palmarés de Xavi Hernandez

  • 8 Ligas espanholas — a primeira (1999) ainda ao lado de Luis Figo;
  • 3 Taças do Rei;
  • 6 Supertaças de Espanha;
  • 3 Ligas dos Campeões;
  • 2 Supertaças Europeias;
  • 2 Mundiais de Clubes;
  • 1 Mundial de seleções;
  • 2 Europeus.

Prémios individuais mais relevantes

  • Melhor futebolista do Mundo em 2010 para a revista World Soccer;
  • Melhor jogador do Euro 2008;
  • Segundo melhor jogador da Europa em 2011 para a UEFA;
  • Terceiro melhor do Mundo para a FIFA em 2009, 2010 e 2011;
  • Bola de Bronze em 2009;
  • Desportista espanhol de 2009;
  • Medalha de Ouro da Ordem Real de Mérito Desportivo, em 2009;
  • Prémio da Fundação Príncipe das Astúrias, em 2010 e 2012.