Última hora

Última hora

Espanha: Um caso de difteria num país sem remédios para a doença

A Espanha tem de pedir remédios para salvar uma criança com difteria ao mesmo tempo que as autoridades médicas tentam descobrir a fonte do contágio

Em leitura:

Espanha: Um caso de difteria num país sem remédios para a doença

Tamanho do texto Aa Aa

A Espanha tem de pedir remédios para salvar uma criança com difteria ao mesmo tempo que as autoridades médicas tentam descobrir a fonte do contágio.

Especialistas dizem que a vacinação é essencial e os pais que não o fazem desmonstram um comportamento irresponsável e perigoso como refere o ministro espanhol da Saúde Alfonso Alonso: “Este caso deveria ajudar os pais a entender que devem vacinar os seus filhos. Primeiro de tudo temos de preservar os direitos das crianças. E assim, não vaciná-las é um comportamento irresponsável e perigoso”.

Um rapaz de seis anos está internado num hospital em Barcelona, com um diagnóstico de difteria, uma doença que não era identificada no país desde 1987.

“Esta doença foi erradicado da Espanha há 30 anos atrás. As bactérias podem ter chegado aqui através de alguém que vive no exterior, em algum lugar em que há casos de difteria”.

Segundo o Departamento de Saúde da Catalunha, a criança não estava imunizada contra a doença – que tem taxas de vacinação entre 90% e 95% no país – porque os pais opõem-se à vacinação.