Última hora

Última hora

Deutsche Bank tenta limpar imagem com novo CEO

Em leitura:

Deutsche Bank tenta limpar imagem com novo CEO

Tamanho do texto Aa Aa

O Deutsche Bank tem nova liderança. John Cryan substitui Anshu Jain, enquanto presidente executivo. A nomeação acontece duas semanas depois de a Jain terem sido atribuídos mais poderes para reorganizar o banco.

O Deutsche Bank tenta limpar a imagem, numa altura em que enfrenta cerca de seis mil diferentes casos de litígio. O banco foi multado em 2,2 mil milhões de euros pelo envolvimento no escândalo de manipulação de taxas de juro.

“O Deutsche Bank não tem tido a melhor reputação nos últimos três anos. É sempre visto como o banco com escândalos. Eles estão bem conscientes que as novas pessoas vão começar de novo. Não vai haver mais uma liderança dual. Isso não faz sentido a longo prazo. Há um velho provérbio: em navios a vapor e com velas, há apenas um homem no comando. E esta pessoa é o senhor Cryan”, afirma o analista Robert Halver.

John Cryan, gestor britânico de 54 anos, faz parte do conselho de supervisão do Deutsche Bank desde 2013. “O Deutsche Bank deixa de ter um CEO alemão. Isso seria impossível em França. Não seria possível um não francês ser o patrão de um grande banco francês. Aqui, na Alemanha, somos mais internacionais, mais globais. O novo CEO é um banqueiro de investimento. Isso significa que o Deutsche Bank continua a ser um banco de investimento”, sublinha Halver.

Cryan vai substituir Jain, que vai abandonar o cargo no final do mês. O outro copresidente executivo, Juergen Fitschen, deixa a liderança no próximo ano.