Última hora

Última hora

Novas provas sobre a Revolução Agrícola na Jordânia no final da última era do gelo

Em leitura:

Novas provas sobre a Revolução Agrícola na Jordânia no final da última era do gelo

Tamanho do texto Aa Aa

Uma equipa de arqueólogos descobriu uma série de vestígios na Jordânia, que poderão ajudar a perceber melhor o aparecimento da agricultura. As

Uma equipa de arqueólogos descobriu uma série de vestígios na Jordânia, que poderão ajudar a perceber melhor o aparecimento da agricultura. As escavações decorrem numa área hoje desértica mas que em tempos foi fértil.

Point of view

É difícil imaginar que havia agricultura aqui porque estamos num deserto mas há milhares de anos, tratava-se de uma zona muito verde, algo que podemos deduzir a partir dos vestígios de plantas.

A Revolução Agrícola é um dos grandes momentos da história humana e marca a transição do nomadismo para a sedentarização do Homo sapiens.

“Os vestígios são surpreendentes, não esperávamos encontrá-los nesta parte do sudoeste da Ásia e alteram a forma como víamos estas comunidades de caçadores recoletores, no final da última idade do gelo, no momento em que começam a desenvolver as novas técnicas agrícolas e novos modos de vida que continuam hoje a influenciar-nos”, explicou o arqueólogo Tobias Richter, da Universidade de Copenhaga.

No meio do deserto, os arqueólogos encontraram os esqueletos de uma criança e de um adulto com pelo menos 14 mil anos. A análise laboratorial das ossaturas vai permitir conhecer melhor as práticas agrícolas dos primeiros grupos humanos que se dedicaram ao cultivo de plantas.

“Podemos identificar diferentes espécies de plantas que vão poder indicar-nos quais eram as plantas cultivadas aqui. É difícil imaginar que havia agricultura aqui porque estamos num deserto mas há milhares de anos, tratava-se de uma zona muito verde, algo que podemos deduzir a partir dos vestígios de plantas”, afirmou Erin Estrup, coordenador da equipa de investigadores.

A Jordânia é uma região fundamental para a arqueologia. As pesquisas científicas têm revelado que as primeiras atividades agrícolas ocorreram nas margens do rio Jordão, num grande oásis junto ao mar Morto.