Última hora

Última hora

Turquia inicia novo ciclo de governação

Turquia vira a página e presidente Erdogan apela à colaboração de todas as forças políticas.

Em leitura:

Turquia inicia novo ciclo de governação

Tamanho do texto Aa Aa

O partido AKP do primeiro-ministro turco Ahmet Davutoglu perdeu a maioria parlamentar e agora tem pela frente a difícil tarefa de encontrar um parceiro para formar coligação.

O presidente Erdogan reagiu numa declaração esta segunda-feira apelando à colaboração de todas as forças políticas a fim de que seja preservado o clima de confiança e estabilidade no país.

Os resultados eleitorais deixam o AKP com cerca de 258 assentos parlamentares, 18 abaixo do necessário para uma maioria absoluta. Ahmet Davutoglu, tem agora um prazo de 45 dias para formar governo.

Um dos cenários possíveis seria uma aproximação aos nacionalistas do partido MHP.

O líder do partido, Devlet Bahceli, rejeitou uma aliança com o AKP e avança com outras soluções possíveis.

“A segunda possiblidade é uma coligação entre o AKP, CHP e HDP, formada com partidos que prometem mais liberdade. Se estes cenários falharem então não há governo e temos que avançar para eleições antecipadas”, disse Bahceli durante um encontro com apoiantes.

Apesar de ter recolhido a maioria dos votos, a perda da maioria parlamentar traduz-se num sério golpe ao projeto de mudança institucional promovido pelo presidente Erdogan que pretende instaurar um sistema presidencialista no país.

A grande novidade saída das eleições é a entrada no parlamento do partido pró-curdo, HDP.