Última hora

Última hora

HSBC vai despedir 50 mil pessoas

Em leitura:

HSBC vai despedir 50 mil pessoas

Tamanho do texto Aa Aa

É um dos maiores despedimentos em massa de sempre. O banco britânico HSBC vai despedir 50 mil pessoas nos próximos anos. As mudanças fazem parte de um plano de reestruturação, que pretende conseguir uma poupança equivalente a 4,5 mil milhões de euros por ano até 2017.

Dos 50 mil despedimentos previstos, 25 mil terá lugar no Brasil e Turquia, onde o HSBC vai vender os seus negócios. No Reino Unido, serão eliminados oito mil postos de trabalho e no resto do mundo 17 mil.

“O HSBC continua a ter custos muito elevados e o retorno do investimento está abaixo do prometido. Portanto, levantou algumas questões como o banco ser demasiado grande para gerir ou ser demasiado complexo para ter o retorno que bancos ágeis e pequenos conseguem”, afirma o correspondente da Reuters Steve Slater.

O banco cortou, nos últimos três anos, 40 mil postos de trabalho e saiu de 60 países.

“Acho que os investidores estão contentes por o banco reconhecer, pelo menos, as suas deficiências e estar a fazer algo quanto a isso. Eles não estão sentados, sem fazer nada. Mas eu duvido que eles consigam muito, cortando os custos, porque eles já cortaram até ao osso”, analisa Francis Lun, CEO da GEO Securities Limited.

O HSBC anunciou que vai concentrar-se nos serviços bancários on-line e no autosserviço. Algumas das operações do banco podem ser deslocalizadas para lugares de baixo custo.