This content is not available in your region

MERS faz décima morte na Coreia do Sul

Access to the comments Comentários
De  Nelson Pereira
MERS faz décima morte na Coreia do Sul

<p>A Coreia do Sul registou, esta quinta-feira,a décima vítima mortal da Síndrome Respiratória do Médio Oriente (<span class="caps">MERS</span>, na sigla inglesa).</p> <p>A vítima era um homem de 65 anos que tinha sido tratado de câncer de pulmão e foi internado com outro paciente contagiado com o vírus, informou o Ministério da Saúde.</p> <p>O surto da Síndrome Respiratória do Médio Oriente tem causado pânico no país. Mais de 120 pessoas foram infetadas, desde o primeiro caso, um empresário de 68 anos que foi diagnosticado no dia 20 de maio depois de uma viagem ao Médio Oriente.</p> <p>A Organização Mundial de Saúde (<span class="caps">OMS</span>) recomendou na quarta-feira a reabertura de quase 2.500 escolas que foram encerradas na Coreia do Sul para evitar a propagação do vírus mortal.</p> <p>A <a href="http://www.who.int/csr/disease/coronavirus_infections/faq/en/">Síndrome Respiratória do Médio Oriente</a> é uma doença respiratória viral causada por um novo coronavírus (<span class="caps">MERS</span>-CoV). </p> <p>Menos contagioso que o vírus da síndrome respiratória aguda (<span class="caps">SARS</span>), o vírus da <span class="caps">MERS</span> pode ser mais mortífero. Identificado pela primeira vez na Arábia Saudita em 2012, regista uma taxa de mortalidade de cerca de 40% dos casos diagnosticados. Foram já identificados mais de mil casos, num total de 25 países, e o número total de mortos é de cerca de 400, segundo a <span class="caps">OMS</span>.</p> <p>O contágio faz-se através do contacto próximo com os doentes. O surto na Coreia do Sul é o maior fora da Arábia Saudita.</p>