Última hora

Última hora

"Europe Weekly": pressão sobre Grécia e Hungria aumenta

“Não há tempo para apostas” é a mensagem que a União Europeia dirigiu à Grécia para que Atenas encontre um plano plausível de forma a honrar as

Em leitura:

"Europe Weekly": pressão sobre Grécia e Hungria aumenta

Tamanho do texto Aa Aa

“Não há tempo para apostas” é a mensagem que a União Europeia dirigiu à Grécia para que Atenas encontre um plano plausível de forma a honrar as obrigações financeiras junto dos credores internacionais. Na quinta-feira, o Fundo Monetário Internacional abandonou o diálogo com a Grécia alegando diferenças consideráveis entre as partes envolvidas na negociação. O assunto está em destaque em mais uma edição de “Europe Weekly”, o programa onde passamos em revista os temas que marcam a agenda.

Durante a semana que agora chega ao fim, o parlamento britânico apoiou o plano do primeiro-ministro para a realização de um referendo à permanência na União Europeia. Philip Hammond, o ministro britânico dos Negócios Estrangeiros, disse que o Reino Unido precisa de renovar a legitimidade democrática com a União Europeia.

O Parlamento Europeu adiou a votação e o debate sobre a resolução não vinculativa quanto a um acordo de comércio livre entre a Europa e o Estados Unidos. O presidente do Parlamento, Martin Schulz, diz que é importante acelerar o ritmo, mas alguns eurodeputados alertam para a guerra entre grupos políticos.

Ainda na Parlamento Europeu, os eurodeputados foram mais consensuais ao aprovar uma resolução que condena a postura do primeiro-ministro húngaro em relação à pena de morte e à imigração. Viktor Orbán é acusado de satisfazer os movimentos de extrema-direita do país em nome de objetivos políticos.

Em Bruxelas, a cimeira de dois dias que reuniu líderes europeus, da América Latina e Caraíbas, terminou com um tom positivo. Os dois blocos vão expandir a cooperação em vários setores aprofundando as relações.

A agenda da próxima semana:

Terça-feira, os ministros da União Europeia discutem quotas de migração no Luxemburgo.

Quarta-feira, a Comissão Europeia adota um plano sobre tributação de empresas.

Quinta-feira, a batalha histórica de Waterloo na qual Napoleão caiu definitivamente será assinalada com uma cerimónia oficial. Os ministros das Finanças do Eurogrupo vão encontrar-se no Luxemburgo para discutir a possibilidade de um acordo com a Grécia. Na Dinamarca, é dia de eleições gerais.