This content is not available in your region

Turquia: líder pró-curdo acusa Estado de promover violência

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa  com Reuters
Turquia: líder pró-curdo acusa Estado de promover violência

<p>O líder da oposição pró-curda da Turquia acusa figuras no Estado e no governo de estarem por trás da recente vaga de violência pré e pós-eleitoral em Diyarbakir.</p> <p>Depois de uma cerimónia em memória às três vítimas mortais do ataque do dia 5, num comício do <span class="caps">HDP</span> na região de maioria curda, Selahattin Demirtas, que acusa extremistas do Estado Islâmico de estarem por trás do atentado, afirmou que “ninguém pode viajar da Síria para a Turquia e fazer explodir duas bombas, sem o apoio do Estado; é preciso identificar os que apoiam estes ataques”.</p> <p>Demirtas acusa também elementos no regime de Recep Tayyip Erdogan de estarem por trás dos ataques entre diferentes fações curdas que resultaram em quatro mortos, na terça-feira, em Diyarbakir.</p> <p>Depois de um resultado histórico que permitiu ao <span class="caps">HDP</span> entrar pela primeira vez no Parlamento, Demirtas recusa qualquer coligação com o <span class="caps">AKP</span> de Erdogan.</p> <p>O presidente turco tinha classificado o duplo atentado contra o comício da formação pró-curda, no dia 5, como uma tentativa para destabilizar o processo eleitoral.</p>