Última hora

Última hora

Dave Grohl parte a perna em concerto e Foo Fighters cancelam digressão

Digressão do grupo prossegue este domingo na Holanda. Em julho voltam para os Estados Unidos. Para já, todos os concedrtos se mantém inalterados

Em leitura:

Dave Grohl parte a perna em concerto e Foo Fighters cancelam digressão

Tamanho do texto Aa Aa

Dave Grohl partiu a perna em pleno concerto na Suécia, na semana passada, ainda aguentou em palco mais 22 músicas. Mas depois teve de ser operado, colocou seis pinos de metal no tornozelo direito (foto em baixo) e conformar-se ao descanso.



A conselho médico, os Foo Fighters acabaram por cancelar o resto da digresão europeia, que incluia ainda escalas na Holanda, na Suíça, duas noites em Londres (Wembley), Escócia, Bélgica e o mítico Festival de Glastonbury, de novo no Reino Unido, onde seriam cabeças de cartaz da primeira noite e acabam substituídos por Florence & the Machine.

O próprio guitarrista e vocalista dos Foo Fighters já reagiu através dos canais oficiais do grupo na internet (twitt em baixo). Grohl remata o comunicado com uma mensagem para Kanye West, cabeça de cartaz na segunda noite de Glastonbury.



O azar de Dave Grohl em Gotemburgo aconteceu logo no início da segunda música do concerto, “Monkey Wrench”. O músico caiu do palco e saiu de maca, prometendo voltar.


Cerca de uma hora, com a perna engessada, o antigo baterista dos Nirvana cumpriu a promessa, voltou ao palco com a perna engessada e retomou o concerto com o tema “Cold Day in the Sun”. A meio da atuação, Grohl cantou uma versão acústica de “My Hero”, música que se tornou no “hashtag” (#MyHero)com que os fãs dos Foo Fighters têm manifestado solidariedade com o “rocker” nas redes sociais.

Logo após o acidente, Dave Grohl avisou ao microfone a plateia: “Acho que parti a perna”. Socorrido de pronto, enquanto abandonava o local de maca, o músico, de 46 anos, acrescentou: “Vou ao hospital, consertar a perna, mas a seguir volto e nós vamos continuar a tocar para vocês.”

[[ Confira AQUI o alinhamento do concerto dos Foo Fighters em Gotemburgo ]]
Confirmou-se. O líder dos Foo Fighters regressou com a perna engessada, passou boa parte do resto do concerto sentado, mas levou o espetáculo até ao fim. No final, através das redes sociais, publicou a imagem da radiografia que confirmava uma fratura na perna direita — na legenda: “Obrigado, Gotemburgo. Isto foi fantástico.”

A digressão dos Foo Fighters é suposto ser retomada, até informação em contrário, a 4 de julho, com um concerto em Washington, nos Estados Unidos. Em novembro, está previsto o regresso à Europa de Dave Grohl e companhia. O mais perto que vão estar de Portugal será Barcelona, a 19 de novembro.