Última hora

Braço de ferro entre França e Itália sobre quem deve assumir imigrantes

Itália alerta que necessita de mais ajuda para fazer frente ao afluxo de imigrantes que chegam ao país. Centenas de pessoas encontram-se bloqueadas

Em leitura:

Braço de ferro entre França e Itália sobre quem deve assumir imigrantes

Tamanho do texto Aa Aa

Itália alerta que necessita de mais ajuda para fazer frente ao afluxo de imigrantes que chegam ao país. Centenas de pessoas encontram-se bloqueadas na fronteira com França.

Reunido com os homólogos europeus no Luxemburgo, esta terça-feira, o ministro italiano do Interior, Angelino Alfano,deixou um aviso: “Os acontecimentos em Ventimiglia são um murro na cara dos países europeus e a prova de que os imigrantes não chegam a Itália para ficar, mas para ir para a Europa. Por isso, devem tirar-se conclusões dos acontecimentos em Ventimiglia.”

À falta de um acordo, Itália disse ter um “Plano B” para fazer face à situação.

O ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve, referiu que Itália precisa seguir a convenção de Dublin, da União Europeia, que determina a obrigatoriedade de solicitar asilo no primeiro país de ingresso na Europa: “Face a tamanho drama humano, os problemas de uns são os problemas dos outros, na condição de paralelamente à solidariedade haver uma responsabilidade partilhada.”

Os ministros debatem a proposta para distribuir os requerentes de asilo que chegaram através do Mediterrâneo a Itália e à Grécia, que está longe de gerar consenso.

Sandor Sziros, euronews – “Não se espera uma decisão sobre as propostas da Comissão Europeia em matéria de migração e asilo. Por isso, o processo deverá demorar mais tempo, enquanto uma nova vaga de refugiados pode tentar entrar na Europa pelo Mar Mediterrâneo durante o verão.”