Última hora

Última hora

Itália: Colinas de lixo no maior aterro ilegal da Europa

Em pleno espaço verde a cerca de uma hora a norte de Nápoles, as autoridades italianas descobriram aquele que será o maior aterro ilegal da Europa

Em leitura:

Itália: Colinas de lixo no maior aterro ilegal da Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Em pleno espaço verde a cerca de uma hora a norte de Nápoles, as autoridades italianas descobriram aquele que será o maior
aterro ilegal da Europa.

Numa massa enterrada de 25 a 30 hectares, as forças da ordem encontraram produtos químicos tóxicos, plásticos e material de construção.

De acordo com o general Sérgio Costa, da brigada ambiental, são mais de dois milhões de metros cúbicos aqui depositados nos últimos 40 anos.

“Descobrimos substâncias químicas provenientes de contentores, certos dejetos que na superfície entraram em combustão e depois solidificaram-se com oxidação. São dejetos perigosos que teriam um custo muito elevado para os eliminar corretamente. E é por isso que foram enterrados ilegalmente”, afirmou.

Um jornalista local reparou não existir a certificação da saída de dejetos de uma fábrica. Nos anos 70 e 80 existiam bastantes fábricas nesta zona.

Salvatore Minieri é o repórter que investigou o caso com outros colegas.

“Utilizámos imagens dos anos 60 e comparámos com imagens de hoje e descobrimos verdadeiras novas colinas. Viemos até aqui com um drone e pás e descobrimos que o terreno estava azul ou rosa, com todo o tipo de dejetos”, referiu.

A análise dos dejetos permitirá às autoridades encontrarem a origem da poluição.