Última hora

Última hora

Reunião de ministros europeus do Interior termina sem acordo

O encontro dos ministros europeus do Interior, no Luxemburgo, onde se debateu a proposta de distribuir, através de um sistema de quotas, requerentes

Em leitura:

Reunião de ministros europeus do Interior termina sem acordo

Tamanho do texto Aa Aa

O encontro dos ministros europeus do Interior, no Luxemburgo, onde se debateu a proposta de distribuir, através de um sistema de quotas, requerentes de asilo que chegaram às costas gregas e italianas, traduziu-se em promessas de solidariedade por parte de vários Estados-membros.

Continua, no entanto, por se saber concretamente como se manifestará essa solidariedade.

“Quem não conseguir obter o direito de asilo deve ser repatriado. Essa é a chave do sistema. Se funcionar, podemos gerir da melhor maneira um fenómeno que não tem uma solução num estalar de dedos. Se não funcionar, temos um problema. Isto tornar-se-á uma responsabilidade cada vez mais europeia. Neste ponto estamos de acordo”, sublinhou o ministro italiano do Interior, Angelino Alfano.

A proposta de um sistema de quotas para a redistribuição de requerentes de asilo pelos Estados-membros continua a não gerar consenso.

Itália e a Grécia, dois dos países mais afetados pelo afluxo de pessoas, estão de acordo. O plano esbarra na resistência de países como Espanha, República Checa, Hungria e de vários países do leste europeu.

Alemanha e França, por exemplo, mostram abertura, mas com mudanças. O ministro alemão do Interior, Thomas de Maizière, ainda acredita num entendimento: “Ouvi pela primeira vez, por parte dos Estados que mostravam ceticismo, na Europa central e do leste,contribuições bastante construtivas. Indicaram que podem contemplar a hipótese de participar, mas em regime de voluntariado, nunca como obrigação.”

Sandor Zsiros, euronews – “Como as conversações entre os Estados-membros terminaram sem acordo, as negociações continuarão ao mais alto nível com a cimeira de Bruxelas, dos chefes de Estado e de Governo, no final de junho.”