Última hora

Última hora

Crescimento na zona euro acelera para o máximo dos últimos 4 anos

Em leitura:

Crescimento na zona euro acelera para o máximo dos últimos 4 anos

Tamanho do texto Aa Aa

Há 4 anos que a economia do setor privado da zona euro não registava um impulso desta dimensão. Em junho, o índice dos gestores de compras (PMI) da Markit subiu para 54,1 pontos, o nível mais alto desde maio de 2011. Ao sinal mais claro, até agora, de uma retoma sólida na área da moeda única juntam-se os dados das duas maiores economias do bloco, a Alemanha e a França, que mostram um crescimento mais rápido do que o esperado tanto na indústria como nos serviços.

Para um estratega de mercados da BGC partners, o “BCE esteve a dormir ao leme da zona euro e contribuiu para mergulhar o euro no risco da deflação”. Mike Ingram considera que “a baixa do preço do petróleo e a desvalorização do euro foram os dois fatores que mais contribuíram para as melhorias na economia da zona euro nos últimos 12 meses”.

O índice PMI, que mede a evolução na indústria e nos serviços, está há dois anos acima dos 50 pontos, que dividem o crescimento da contração. A subida de 53,6 pontos em maio para 54,1 pontos em junho deixa antever um crescimento de 0,4% da economia da zona euro no segundo trimestre deste ano.