Última hora

Última hora

Don Pasquale "virado ao contrário" em Barcelona

Em leitura:

Don Pasquale "virado ao contrário" em Barcelona

Tamanho do texto Aa Aa

Uma comédia de enganos no palco do Grande Teatro do Liceu, em Barcelona - falamos de "Don Pasquale", com Pretty Yende como protagonista.

É uma das estrelas em ascensão no mundo da ópera – chama-se Pretty Yende. E foi a esta soprano que coube o papel de Norina, na celebrada ópera bufa de Gaetano Donizetti, “Don Pasquale”, em cena no Grande Teatro do Liceu, em Barcelona. Entre intrigas, mal-entendidos e uma dupla identidade, temos uma comédia de enganos no seu melhor.

Point of view

Don Pasquale acredita em tudo. Norina faz de conta que é outra pessoa e vai-lhe complicar a vida toda. De tal maneira, que vemos a casa ao contrário.

“É uma jovem rapariga que é tão mázinha… É muito divertido encarnar este papel porque ela é muito diferente de mim”, realça Yende. A cantora sul-africana tem feito um percurso sólido desde que ganhou em 2011 a Operalia, a competição de canto de ópera criada por Plácido Domingo. Agora tem oportunidade de trabalhar com maestros como o venezuelano Diego Matheuz.

Segundo a soprano, “a grande dificuldade é a contenção. Sou uma pessoa muito expressiva. É difícil vencer as nossas emoções. Estou a aprender a criar um equilíbrio entre o instinto que um dado momento me provoca e a disciplina do canto puro, à maneira do ‘bel canto’”.

Roberto de Candia, que interpreta o velho avarento, afirma que “Don Pasquale acredita em tudo. Norina faz de conta que é outra pessoa e vai-lhe complicar a vida toda. De tal maneira, que vemos a casa ao contrário. A cadeira fica no teto, o candeeiro também. É como se fosse uma jaula da qual Don Pasquale não consegue escapar.”

Aliás, a criatividade na cenografia é precisamente outro motivo para apreciar esta produção encenada por Laurent Pelly.

Se quiser ver mais excertos da entrevista com a soprano Pretty Yende, clique na seguinte ligação:

O caminho musical de Pretty Yende