Última hora

Última hora

Rússia responde a sanções com contra-sanções

Em leitura:

Rússia responde a sanções com contra-sanções

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, assinou um decreto com medidas dirigidas à União Europeia e aos Estados Unidos – numa manobra de retaliação contra as sanções impostas à Rússia.

O embargo está em vigor durante um ano, mas podem haver alterações dependendo das relações com o Ocidente, ao longo dos próximos meses.

A lista de produtos proibidos inclui frutas, legumes, aves, carne, peixe e produtos lácteos. Moscovo diz que quaisquer novas sanções contra a Rússia vão ser enfrentadas da mesma forma.

As autoridades russas dizem que produtos como chocolate, conservas de peixe e flores podem ser adicionados à lista, se necessário.

O preço destes produtos quase duplicou desde as sanções, mas o presidente Vladimir Putin acredita que esta proibição das importações vai servir para impulsionar a agricultura russa.