This content is not available in your region

Síria: Estado Islâmico ataca Kobani, Ancara acusada de cumplicidade

Access to the comments Comentários
De  João Peseiro Monteiro  com Reuters, AFP
Síria: Estado Islâmico ataca Kobani, Ancara acusada de cumplicidade

<p>A cidade curda de Kobani volta a estar debaixo de fogo. O grupo extremista autodenominado <em>Estado Islâmico</em> desencadeou uma contraofensiva, na madrugada desta quinta-feira, na cidade situada junto à fronteira com a Turquia. Há registo de três atentados suicidas e de combates no centro de Kobani que fizeram, pelo menos, duas dezenas de mortos e mais de 70 feridos. Em janeiro as forças curdas, com o apoio aéreo ocidental, tinham rechaçado os terroristas ao fim de quatro meses de batalha. </p> <p>A televisão estatal síria e os rebeldes curdos acusaram a Turquia de ter permitido a passagem dos <em>jihadistas</em> pelo seu território. O partido turco de origem curda, <span class="caps">HDP</span>, que conseguiu eleger 80 deputados nas últimas legislativas, também denunciou a cumplicidade de Ancara. O governo turco refuta as acusações.</p> <p>Além do ataque a Kobani, os terroristas do autodenominado <em>Estado Islâmico</em> lançaram outro ataque na cidade de Hasaka, controlada em parte pelas forças fiéis a Bashar al-Assad.</p>