Última hora

Última hora

Euro sub21: Portugal esmaga (5-0) Alemanha e joga final com Suécia

Dinamarca e Suécia discutem o outro lugar na final este sábado à noite, em Praga.

Em leitura:

Euro sub21: Portugal esmaga (5-0) Alemanha e joga final com Suécia

Tamanho do texto Aa Aa

Portugal apurou-se para a final do Europeu de sub-21 de futebol, ao golear a Alemanha por 5-0. A equipa orientada por Rui Jorge vai reencontrar a Suécia no jogo que decide o sucessor da Espanha como campeão europeu de menos de 21 anos. Os nórdicos venceram a Dinamarca

Depois de um triunfo magro (1-0, à Inglaterra) e dois empates (0-0 com a Itália e 1-1 com a Suécia) na fase de grupos, poucos podiam imaginar a demonstração de força que a equipa portuguesa teve no Estádio Ander, de Olomouc, na República Checa.



Em relação ao último jogo, Rui Jorge foi forçado a fazer entrar Tobias Figueiredo no “onze”, para o eixo da defesa, por troca com Tiago Ilori, que saiu lesionado do último jogo do grupo B contra os ingleses.

Frente à Alemanha, Portugal encontrava um adversário que também ainda não perdera qualquer jogo desde a fase de qualificação: os germânicos somavam oito vitórias e dois empates no apuramento e um triunfo e dois empates no Europeu.



O que se seguiu contrariou toda essa tendência e deixou a seleção germânica, comandada pelo ex-internacional alemão Hrubesch, completamente atónita, tendo em conta que chegou ao intervalo a perder por 3-0.

O sentido da baliza pertenceu quase sempre a Portugal, mas o desbloquear do marcador surgiu apenas aos 25 minutos, por Bernanrdo Silva, depois de Sérgio Oliveira já ter atirado ao poste, aos 15 minutos. Num lance que começou com um roubo de bola de Raphael Guerreiro, o atual jogador do Mónaco entrou embalado pelo lado esquerdo da área alemã e ‘fuzilou’ junto ao poste direito do guarda-redes do Barcelona, Ter Stegen.



Portugal apostava num ataque móvel, com movimentos de Ricardo Pereira e Ivan Cavaleiro, apoiados por Bernardo Silva, e com um ‘miolo’ consolidado por João Mário, Sérgio Oliveira e o “patrão” William Carvalho.

O segundo golo surgiu num canto, aos 33 minutos. Paulo Oliveira desviou de cabeça e Ricardo Pereira apareceu ao segundo poste a marcar. O golpe decisivo nos alemães, sobretudo depois de duas defesas de José Sá (a remates de Schulz, 37 minutos, e Younes, 44), surgiu com o terceiro golo já nos descontos da primeira parte. Marcou, com grande estilo, Ivan Cavaleiro após assistência “açucarada” de João Mário.



Muito rígidos e com Volland sozinho na frente, os alemães não mostravam capacidade de ter bola nem eficácia. Mal refeitos do pesadelo ao intervalo, pior ficaram quando Portugal marcou o quarto golo logo no primeiro minuto após o reatamento. Desta vez Bernardo Silva levou a bola colada ao pé, jogou em Ricardo Pereira e este assitiu João Mário. O médio do Sporting ainda beneficiou de um toque a bola do central Heintz para desviar a trajetória de Ter Stegen.

Rui Jorge sentiu que tinha o jogo ganho e depois de já ter tirado Ivan Cavaleiro (tocado) e feito entrar Ricardo Horta (46 minutos), também optou pela saída de Bernardo Silva, chamando ao jogo Rafa Silva (50).

Portugal 5-0 Alemanha. Histórico! Parabéns e obrigado, rapazes. #forcaportugal #euro2015 #sub21

Posted by Seleções de Portugal on Sábado, 27 de Junho de 2015


Tudo corria de feição e seriam estes mesmos suplentes, mais João Cancelo (entrou para o lugar de Raphael Guerreiro, aos 64) a estarem no lance do 5-0. Realce para Cancelo e Horta, estreantes em jogos desta fase final do Europeu.


Rafa Silva conduziu a bola, foi ao chão já na área, mas Cancelo cruzou do lado esquerdo do ataque e Ricardo Horta, de rompante, a desviar para o quinto golo e a consumar a pior derrota da Alemanha num Europeu de sub-21 [o pior resultado era um 3-0 com a França em 2006]. Vergada ao talento português, a Alemanha tenta conformar-se com a primeira qualificação conseguida para uns jogos Olímpicos desde 1988.


Portugal apura-se pela segunda vez na história para uma final da categoria, 21 anos depois de ter perdido com a Itália, em 1994, através de um golo de ouro. A seleção das “quinas” irá defrontar, terça-feira em Praga, o vencedor do Dinamarca-Suécia, que está a decorrer.

A festa no balneário após a goleada à Alemanha, por 5-0, na meia-final do Euro-2015. Na terça-feira, a Equipa das Quinas defronta a Suécia na final. Força Portugal!

Posted by Seleções de Portugal on Sábado, 27 de Junho de 2015


Ficha de jogo


Jogo no Estádio Ander, em Olomouc, República Checa
  • Portugal: José Sá, Ricardo Esgaio, Paulo Oliveira, Tobias Figueired, Raphael Guerreiro (João Cancelo, 64), William Carvalho, João Mário, Sérgio Oliveira, Bernardo Silva (Rafa Silva, 50), Ricardo Pereira e Ivan Cavaleiro (Ricardo Horta, 46).
    Selecionador: Rui Jorge.
  • Alemanha: Ter Stegen, Korb (Felix Klaus, 87), Ginter, Heintz, Günter, Can, Kimmich, Younes, Schulz (Bittencourt, 50), Geis (Max Meier, 46) e Volland.
    Selecionador: Horst Hrubesch.
  • Árbitro: Tasos Sidiropoulos (Grécia).



  • Marcadores: 1-0, Bernardo Silva (25 minutos); 2-0, Ricardo Pereira (33); 3-0, Ivan Cavaleiro (45+1); 4-0, João Mário (46); 5-0, Ricardo Horta (71).
  • Ação disciplinar: cartão amarelo para Ricardo Esgaio (17 minutos); Kimmich (23) e Bittencourt (63, 74). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Bittencourt (74).


    Suécia também goleia Dinamarca
    A Suécia enfrentou a Dinamarca e venceu os “vizinhos”, por 4-1. Em Praga, o avançado Guidetti, que está de saída do Manchester City e tem sido associado ao Sporting, deu vantagem aos suecos na marcação de uma grande penalidade, aos 23 minutos, e pouco depois, aos 26, Tibbling reforçou a vantagem dos suecos.



Na segunda parte, Bech reduziu, aos 63 minutos, e ainda deu alguma esperança à Dinamarca. Quaison “matou” o jogo com um remate certeiro, aos 83, tendo Hiljemark, já aos 90+5, fechado a contagem.
Com este resultado, a Suécia apurou-se para a final do Europeu e vai defrontar na terça-feira Portugal, depois de na fase de grupos as duas equipas terem empatado a um golo.